A Proteção Que Você Merece

Notícias

Chocolate: Endocrinologista da SF Saúde fala sobre mito e verdades

Chocolate: Endocrinologista da SF Saúde fala sobre mito e verdades

06/09/2018

Endocrinologista Hellen Felício  

CHOCOLATE: paixão mundial e inimigo número 1 das balanças! Ao leite, meio amargo, com avelã, recheado... As inúmeras opções e combinações dão água na boca só de imaginar. Porém, o consumo dessa delícia deixa muita gente preocupada. Realmente dá espinhas? E aquela história de que chocolate emagrece? Chocolate branco é chocolate mesmo? A endocrinologista do Grupo São Francisco, Hellen Felício, conta.

MITOS E VERDADES

Quanto mais escuro for o chocolate, melhor? Por que?

Verdade. A cor escura do chocolate reflete a quantidade de cacau presente nele. Considerando que este é o principal componente benéfico do chocolate e apresenta propriedades antioxidantes bem definidas, além de uma composição significante de minerais, é interessante que o chocolate possua a maior quantidade possível de cacau. Além disso, chocolates acima de 70% de cacau têm menos gorduras saturadas e açúcares. Por isso, sempre que possível, prefira aqueles mais escuros.

O chocolate pode ser considerado um alimento funcional?

Verdade – mas, somente os chocolates considerados amargos, ou seja, as versões acima de 70% cacau. Os alimentos chamados de funcionais são aqueles que produzem benefícios extras ao organismo. O cacau, matéria prima base para a produção de chocolates, é considerado rica fonte de minerais (manganês, potássio, magnésio, cobre, zinco e selênio) e antioxidantes, como os flavonoides. Desta forma, os chocolates amargos podem funcionar como um anti-inflamatório ao nosso organismo e podem melhorar nosso sistema imunológico.
Por outro lado, apesar dos muitos benefícios, também é preciso ter cautela. O seu consumo exagerado induz ao ganho de peso corporal. Diversas pesquisas têm demonstrado que o consumo de chocolate amargo deve limitar-se a não mais que 15 a 30gramas/dia (ou seja, apenas 2 a 4 quadradinhos ao dia).

É verdade que o chocolate reduz pressão arterial?

Verdade. Dentre os benefícios descritos do chocolate amargo (ou seja, com 70% cacau ou mais), considera-se que ele também faz bem ao coração, melhora o fluxo sanguíneo e, consequentemente, reduz a pressão arterial. Como dito anteriormente, o chocolate amargo contém componentes químicos antioxidantes (flavonoides), os quais estimulam as paredes das artérias a produzirem óxido nítrico. O óxido nítrico, por sua vez, envia sinais de comando para o relaxamento dos vasos sanguíneos, e, consequentemente, reduz a pressão arterial.

Chocolate dá espinhas?

Mito. Nenhum estudo científico conseguiu comprovar essa relação até o momento, apesar de ser amplamente questionada. No entanto, um fato que não podemos deixar de lado: uma alimentação saudável, variada e equilibrada, com limitado consumo de gorduras e açúcares, contribui para uma pele mais bonita e saudável. Portanto, nada de exageros!

É verdade que chocolate branco não é chocolate de verdade?

Verdade. O chocolate branco não contém o cacau propriamente dito em sua composição e sim apenas a manteiga do cacau, que é misturada com outros ingredientes, como leite e açúcar. Desta forma, não contém as propriedades benéficas encontradas no chocolate preto amargo ou meio amargo. Além disso, é mais calórico e rico em açúcar e gorduras saturadas.

Chocolate diet é bom para dieta? Por que?

Mito. Chocolate “diet” é indicado apenas para diabéticos, pois não contém açúcar em sua composição. Todavia, para o sabor permanecer atraente ao paladar, é necessário que maior quantidade de gordura seja adicionada durante seu preparo. Resultado: as calorias são iguais ou até mesmo maiores do que as encontradas nas versões. Portanto, NÃO EMAGRECE.

O chocolate alivia a TPM?

Verdade. Outra importante propriedade do chocolate é a sua capacidade de estimular o sistema nervoso central a produzir endorfinas como a serotonina, hormônio responsável pela alegria e bem-estar. Desta forma, ele ajuda a reduzir aquela irritação da TPM, propiciando a melhora do humor e o aumento do prazer. O chocolate amargo (70% cacau ou mais) contém também feniletilamina, a mesma substância química produzida pelo cérebro quando estamos apaixonados.
FIQUEM ATENTOS...

É importante diferenciar o cacau como produto natural do alimento processado e industrializado, que é o chocolate. O chocolate é uma combinação de cacau, açúcar, leite e aditivos químicos.
Os consumidores de chocolates “ao leite” (20% a 30% de cacau) devem ficar atentos, pois consumi-los acreditando que terão os benefícios apresentados acima é um grande erro, já que chocolates “ao leite” apresentam uma concentração enorme de gorduras e mínima quantidade de cacau, conferindo níveis não significativos de substâncias antioxidantes em comparação ao chocolate amargo.

Galeria de Imagens

Voltar