A Proteção Que Você Merece

Notícias

São Francisco Resgate – 20 anos salvando vidas nas rodovias do país

São Francisco Resgate – 20 anos salvando vidas nas rodovias do país

06/09/2018

São Francisco Resgate - 20 anos salvando vidas 

No mesmo ano em que o Grupo São Francisco completa 73 anos, a São Francisco Resgate celebra 22 anos de existência e 20 anos salvando vidas nas rodovias do país. Criada com o objetivo de prestar atendimento pré-hospitalar de emergência para operadoras de planos de saúde, a empresa se destaca como pioneira na criação de Central de Regulação Médica e com funcionamento 24h.

No início, a equipe se resumia a 30 funcionários e apenas quatro ambulâncias. É formada atualmente por 2 mil colaboradores, cerca de 200 bases operacionais nos estados de SP, MG, RJ, GO, SC e PR, e é responsável por 5,6 mil km de rodovias, o que representa 37% do mercado. Desde 2012, seu faturamento bruto mais que dobrou, chegando a R$ 106,5 milhões.

Para a presidente Patrícia Musa, estes números são resultados da união de profissionais completamente apaixonados pelo o que fazem, de trabalhos incansáveis e de pura doação. Ela relata que assumiu o Resgate por volta de 2006, quando a empresa contabilizava uma dívida de quase meio milhão de reais no Banco Real e corria o risco de fechar as portas.

“Eu não sabia por onde começar. Não tinham dados, planilhas, nada, nenhum levantamento. Foi então que resolvi conversar com todos os funcionários, um por um. E caí de amores por esse negócio. Me envolvi com a paixão de todo mundo, aquela adrenalina me tocou. Eu não sabia como, mas não teria condições de fechar essa empresa”, relembra, emocionada.

Patrícia faz questão de mencionar que a recuperação da empresa contou com o apoio fundamental da enfermeira Léa Parreira, responsável por treinar os socorristas através de simulações de acidentes desde antes do primeiro contrato com concessionárias. Toda semana, levava sua equipe para acampar e simular os mais diversos acidentes - fazia até tirolesas para garantir a melhor atuação possível durante uma ocorrência.

Cada pedido de socorro recebido é mais uma chance de por em prática tudo o que foi aprendido nos treinamentos, fazendo o que o Resgate faz de melhor: salvar vidas. Léa diz que a doação é um instinto natural dos seus funcionários, que se arriscam nas estradas diariamente, colecionando histórias emocionantes de pessoas que foram salvas, de socorristas que faleceram durante uma operação e até de bebês que nasceram dentro das ambulâncias.

"Tenho um orgulho absurdo da minha equipe. Todos se envolvem de corpo e alma a este trabalho. E assim fomos crescendo, nos mostrando os melhores neste segmento. Todos nós compartilhamos a mesma paixão pelo Resgate, é uma coisa que não acaba", afirma.

Galeria de Imagens

Voltar